segunda-feira, abril 10, 2006

"Células de Hidrogénio? Só se for lá fora..."

Em primeiro vou fazer uma confissão que vai arruinar a já ténue reputação do Ars Scientia. Eu não leio a Bola, o Record ou outro jornal desportivo, e sinceramente, não lhes acho piada. Para culminar, para além de me tentar actualizar o máximo que possível sobre os eventos nacionais e internacionais... compro jornais diários (não desportivos). É uma pena não seguir os títulos mais vendidos, mas espero que esta comunidade me perdoe...

Num tom mais sério, tenho acompanhado com tristeza a falta de energia que o povo português deposita sobre si mesmo, a baixa confiança. Isso manifesta-se por todos os aspectos, desde culturais a linguísticos. Poderia falar nesses, mas por agora vou parar nos motivos económicos.

Para aqueles que dizem que o Interior está a morrer e que ninguém faz nada por ele, que Portugal perdeu o comboio industrial e que só vai haver corrente com um possível choque tecnológico, vou falar de uma história de sucesso. Vou falar da SRE. Soluções Racionais de Energia.

Fundada em 2002, possui sede em Torres Vedras e diversos centros de investigação pelo país, principalmente em parques industriais do interior. Apesar disso, é pequena, mas começa a dominar o mercado do hidrogénio. Apesar de - ainda - não trabalhar em combustível de hidrogénio (por acaso tenho acompanhado um doutoramento muito interessante sobre cristais condutores de hidrogénio...), eles têm já baterias de diferentes potências e tamanhos, para coisas tão variadas como automóveis ou computadores portáteis. Os produtos são bastante interessantes mas os preços são proibitivos: em média, cada Watt custa 10€... e isto é o preço de fábrica.

Dêem-lhes mais uma década.

Isto é apenas um exemplo, mas outros realçam um historial de sucesso de indústrias Portuguesas reconhecidas tanto em meio nacional como internacional. É verdade que Portugal não pode competir em indústria em série... mas em indústria de qualidade e de alta tecnologia, temos já o nosso nicho.

Nunca desistam do vosso país. E pensem, cada vez que vocês melhoram... ele melhora.

3 Comments:

Anonymous white wolf said...

Realmente é bom saber que afinal Portugal não está tão fundo como se faz pareçer. O que muitas vezes é lamentavel é a falta de apoios e de incentivos por parte do Estado para estas iniciativas louváveis, mas enfim... O facto de se cultivar estes "nichos" pode ser o começo de algo verdadeirmente dinamizador, levando esta nova tecnologia a outros focos no pais.

Enfim,nada mais nos resta esperar que o bom senso dos senhores que governam este pais venha ao de cima e decidam investir aqui... Bom artigo :)

segunda-feira, abril 17, 2006  
Anonymous Umbrae said...

Adorei o artigo.
De onde desencantas estas coisas? é fantástico saber que não somos assim tão atrasados cientificamente. Aliás, até me aprecia uma contradição quando diziam que Portugal estava muito atrás cientificamente e depois apareciam certas inveções e descobertas de cabeças Portuguesas.

As minhas suspeitas confirmam-se, os média preferem saber como vai ser o próximo campeionato mundial, ou o próximo pequeno almoço da Lili Cançeas com o Mário Soares do que qual vai ser a energia do futuro.

Continua com esta qualidade e interesse nos teus artigos.

segunda-feira, abril 17, 2006  
Blogger Ludovico M. ALves said...

Infelizmente o bom senso deste país termina quando se financia a 75% o dinheiro que a Fátima Lopes gasta... perdão, esbanja em Paris e não se dá um cêntimo para um projecto educativo e cientifico entre universidades tugas e o CERN...

Quem diz que estamos atrasados? Claro que o "povinho" não sabe como estamos. Com os medias de drama que temos agora, o que é a ciência?

Agora, onde vou desencantar isto... segredos profissionais XD. Na verdade, isto está todos os dias em redor de nós. Mas estamos tão educados a não lhe prestar atenção...

Devíamos investir assim. Ou quê? O barril de crude passou dos 70 dólares... vamos esperar que chegue aos 100?

Obrigado pelos vossos comentários.

terça-feira, abril 18, 2006  

Enviar um comentário

<< Home